O Segundo Ato do Cavaleiro Brincante

6 outubro 2016
Parceiros de vida e de trabalho, os artistas Antonio Nóbrega e Rosane Almeida em um dos terraços da nova casa do Instituto Brincante, na Vida Madalena, em São Paulo (Créditos: Sílvia Machado)


Chegue mais que vou lhe contar a peleja de um casal de artistas que há 24 anos semeou o Instituto Brincante na Rua Purpurina, bairro da Vila Madalena, capital paulista. Antonio Nóbrega e Rosane Almeida regaram e cultivaram um espaço que se tornou referência em cursos voltados para expressões artísticas da Cultura Brasileira. Dança, música, teatro, atividades pedagógicas... Expressões e reflexões que eles trouxeram ao local de onde foram despejados em 2015. Na época, O Beijo entrevistou o casal e fez uma matéria sobre a campanha #FicaBricante de financiamento coletivo. 

Um ano e quatro meses depois, assistimos alegres ao 2º ato desta história. Reinaugurado nesta semana, na mesma Purpurina, lado a lado do mesmo terreno onde hoje está em construção um prédio de oito andares, o Brincante não guarda rancor. Porque a vida tem dessas peripécias em que o homem sonha e os céus carimbam na terra. E assim, a nova sede se tornou realidade após uma bem-sucedida campanha que arrecadou R$ 100 mil e ainda contou com outros doadores e parceiros. 

Ciceroneada pela mestra Rosane Almeida, conheci a nova casa. Fui recebida por grandes pestanas de vidro e de madeira que permitem não só a entrada de luz e de ventilação como também convida os olhares de quem passa pela Purpurina. O som dos últimos arremates orquestrou esta visita, enquanto Rosane flutuava com aquele tec-tec-tec-vru-vru-vru. "Nunca imaginei um rosto tão bonito", repetia ao falar do espaço como se fosse um filho pequeno. Corrijo. Como se fosse um adulto. Comparação que ela mesma faz.

O que nos trouxe até aqui foi um zelo por um rosto do Brasil que as pessoas desconhecem e ainda acham que é banguela, pobre, mal arranjada. Isso não pode mais ser entendido dessa forma. (Rosane Almeida)

 

Um adulto que será gestionado por uma equipe e que poderá caminhar com as próprias pernas. "Até então, ele precisava de pai e mãe. Mas agora, este é um trabalho que não é só meu e do Nóbrega. Isso aqui é semi-público. Não me vejo no direito de fazer aqui só as minhas coisas. É um espaço para a sociedade usufruir, para coisas criativas que estão acontecendo. Ele existe porque provocamos isso ao longo de 24 anos. É muito chão... E o Brincante tem capacidade para andar sozinho. Tanto que já vemos despontar aqui uma 3ª geração com outros valores em relação à Cultura, ao Brasil."

Vislumbrando essa caminhada, peço emprestado os versos de Nóbrega em Carrossel do Destino. E aviso aos navegantes, o novo Brincante pede passagem! 

(...) Romances e epopéias
Me pedindo pra brotar
E eu tangendo devagar
A boiada das idéias.
Sempre em busca das colmeias
Onde brota o mel mais fino,
E um só verso, pequenino,
Mas que mereça ficar...
Licença, que eu vou rodar
No carrossel do destino.

 

PROGRAMAÇÃO DE ABERTURA

07/10, às 21h – Show do septeto de jazz brasileiro Silibrina com Gabriel Nóbrega
R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia)
Ingressos a venda no Brincante e on-line  
http://bit.ly/IngressosSilibrina_Brincante

 

08/10, às 21h – Sambada com Antonio Nóbrega e convidados
R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia)
Ingressos a venda no Brincante e on-line
http://bit.ly/SambadaNóbrega_Brincante

 

09/10, às 16h – Espetáculo “Brincante & Cia” para pais e filhos com Rosane Almeida, músicos e dançarinos
R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia)
Ingressos a venda no Brincante e on-line
http://bit.ly/BrincanteCia

Em novembro: temporada "Soma ao Som" com as bailarinas Maria Eugênia Almeida e Marina Abib, da Cia Soma; e aula-espetáculo com Antonio Nóbrega no dia 22/11.

Instituto Brincante

Rua Purpurina, 412, Vila Madalena – São Paulo
Tel.: 3817-5717
Cursos: matrículas abertas em www.institutobrincante.org.br

Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo